A gerente técnica da Planisa, Maria Beatriz Nunes Pires, nos dias 14, 15 e 16 de maio, juntamente com as equipes da UTI e centro cirúrgico do Hospital Santa Rita de Vitória, no Espírito Santo, deu continuidade na etapa Lean que faz parte do projeto de “Redução de custos”, que realiza também avaliação econômico-financeira, dimensionamento de equipe de recursos humanos, avaliação da permanência hospitalar por meio de análise de base secundária do hospital e promove benchmarking com unidades semelhantes (mais de 200 unidades de saúde) no prazo de 6 meses.

O termo Lean (do inglês, enxuto) foi escolhido para descrever o método que a Toyota implementou em sua linha de produção no final da década de 1980. A metodologia busca reduzir o desperdício de recursos e, por isso, tudo o que não estiver agregando valor ao produto ou serviço deve ser removido do processo — pois representa um custo que pode ser evitado, como: desperdício de tempo, de materiais, de mão de obra e de outros recursos.

Busca manter o foco no corte de custos desnecessários e, paralelamente, aumentar o valor agregado ao cliente e como resultado, deve aumentar o valor percebido pelo cliente, impulsionando o aumento das receitas e a margem de lucro.

“O desafio é grande, afinal, repensar toda a logística de unidades como: centro cirúrgico e UTI exige determinação e integração. A iniciativa parte da direção, mas todos os setores devem estar informados e envolvidos”, afirma a gerente.